Mostrando postagens com marcador Dragons. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Dragons. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 17 de maio de 2016

Dragonborns - Manifestações do pecado.

Dragonborns não são uma raça ou uma especie; ninguém nasce um dragonborn. Ser um dragonborn é uma condição, como uma doença, um tipo de malária espiritual. Os dragões são manifestações do pecado humano. Ganância em excesso, do tipo que aflora em uma cidade quando a “febre do ouro” assola uma vila, pode acabar resultando e um dragão que se importa em apenas acumular mais e mais tesouros. Luxuria hedionda, pode levar a transformação em uma serpente com o desejo insaciável de gerar abominações.

Alguns teorizam que os pecados se evidenciam na  face do pecador e vão os consumindo, mas alguns pecadores tem seus corpos modificados e corrompidos pelos atos que eles cometem. Essas pessoas vão se tornando reptilianas, escamas começam a crescer pelo corpo, seus tentes se alongam e se tornam presas e os dedos em garras, alguns chegam até mesmo a manifestar caudas e chifres. Esses são os dragonborns.




Dragonborn ( 2 Pontos).

Força +2 e Resistência +1: dragonborns são mais fortes e resistentes.

Insanidade: o constante comportamento imoral de uma dessas criaturas degrada a mente levando-as a loucura. Todo dragonborn deve possuir uma Insanidade. As mais comuns são Cleptomania, Compulsivo, Megalomaníaco e Homicida. 

Má Fama: um dragonborn é uma ser que está lentamente abandonando sua humanidade e se tornando um monstro. Não preciso dizer que isso é mau visto na maioria das sociedades, e mesmo um grupo de aventureiros acostumado a diversidade pode encontrar problemas ao andar com um dessas criaturas por aí.

Baforada Dracônica (+ 1 Ponto): um dragonborn pode usar uma ação de movimento e disparar uma baforada elemental. A baforada consome 2 Pms para cada alvo atingido e causa dano igual a H+R+1d. A Baforada atinge criaturas que sejam vulneráveis apenas a magia ou armas mágicas.

Escamas (+2 Ponto): as escamas ficam mais rígidas e crescem em lugares específicos tornando o dragonborn resistente a certos tipos de ataque. Escolha entre Força, Pdf ou Magia.

Membro Extra (+1 Ponto): para um dragonborn essa vantagem custa apenas 1 Ponto. O membro extra é uma cauda reptiliana que cresce a partir da coluna.

Maldição (-1 Ponto): os pecados cometidos por alguém que está se transformando em dragonborn maculam a sua alma, tornando uma criatura amaldiçoada e suscetível a coisas que repelem monstros e incapaz de entrar em locais sagrados.


NPC's Dragonborn.


Sir Edward Thorpwaiteé



Sir Edward Thorpwaiteé um lorde menor , atualmente morando na capital. Como um homem de posses, ele pode se permitir muitos tipos de prazeres, mas um chama mais atenção: ele se banqueteia prodigiosamente e extravagantemente.Sua 
obsessão em consumir delicadezas mais raras e caras já o levou a agir contra outros lordes, trair amigos e roubar daqueles que ousaram adquirir as “preciosas delicias” que ele ainda não teve o prazer de provar. As más línguas dizem que ele até mesmo já se refestelou com a carne de um de seus servos. Através dos anos,seus pecados resultaram e uma hedionda transformação,seu corpo se assemelha um inchado cruzamento entre um dragão e um homem; enquanto seus dentes ficaram cada vez mais proeminentes e afiados, seu estomago é uma bolsa revestida de escamas pendendo de seu corpo, sempre roncando como o barulho do trovão de uma tempestade que se aproxima.

F3, H2, R4, A3, PdF0

Vantagens: Arena ( sua mansão),Baforada Dracônica (fogo), Dragonborn, Membro Extra 1.
Desvantagens: Insano Compulsivo: Gula, Devoção ( comer a mais raras iguarias), Monstruoso.




Karlin Stround


Filho de um coveiro e uma lavadeira in Mad Chapel, Karlin Stround sempre invejou os meninos ricos que ele via pelo seu bairro. Ainda que ele não nascido em uma família abastada ou privilegiada, ele desejava viver a vida com eles viviam: uma perfumada vida de status, regalias e nenhuma responsabilidade.
Adverso ao trabalho honesto e suado, Stroud se transformou em um gatuno oportunista. Sua agilidade e olhos sagazes lhe garantiram sucesso nessa carreira. O suficiente para ele se permitir alguns luxos e uma casa no distrito mais nobre da cidade. Ele se tornou um dandy, mas dandysmo requer dinheiro, muito dinheiro, e Stroud continua roubando e batendo carteiras quando não esta se pavoneando para uma plateia seleta. Infelizmente para ele , nada nunca é o bastante, ele quer mais status, mais joia e mais brocados, e queima de inveja toda vez que vê um cavalheiro mais chamativo do que ele. Como resultado de sua profunda inveja, a pele de Stroud vem mudando de cor e ficando escamada, um dos primeiros sinais de sua transformação em dragonborn.

F2, H5, R3, A1, PdF0

Vantagens: Dragonborn, Paralisia, Crime.
Desvantagens: Fúria, Insano: cleptomaníaco.









Texto Original: o texto original (em inglês ) que eu traduzi e publiquei aqui, pertence ao blog http://talesofthegrotesqueanddungeonesque.blogspot.com.br/.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Uma Espada Mágica e um Dragão.

O que você faz quando descobre um antigo dragão vermelho morando nas vizinhanças ? Você contrata aventureiros para matá-lo, é claro. Mas o que acontece quando os aventureiros não matam o dragão ? Ele ficará raivoso pela tentativa de ser assassinado e provavelmente vai destruir a sua vila. Se houvesse uma maneira de de continuar mandando aventureiros contra o dragão enquanto se puder evitar a retaliação dracônica. Os habitantes do Refugio da Cicatriz engendraram um plano para isso. Infelizmente parta os jogadores, eles são os próximos heróis que serão ludibriados para enfrentar o dragão.

sábado, 10 de maio de 2014

O Dragão da Masmorra - Cenário para D&D.

Em um mundo onde monstros não existem e todas as outras coisas fantásticas do mundo ( magos, guerreiros, elfos, armas mágicas, etc.) existem todas no mesmo lugar.

A cidade-estado Masmorra é uma metrópole construída sobre uma fortaleza subterrânea criadas durante tempos sombrios quando as pessoas precisavam de proteção das ameaças do mundo interno. Esses tempos são agora passado e as pessoas são livres para viverem livremente na superfície. Contudo como foi em tempos de perigo, o o poder foi consolidado e centralizado em um bastião subterrâneo -  que ainda continua como depósito dos tesouro, a prisão, guarnição das forças militares e o palácio do governante.

Assim, a cidade recebeu o nome da fortaleza, sendo simplesmente chamada de Masmorra.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

As Masmorras dos Dragões.

Em eras passadas, os dragões vieram. Antes disso, o mundo era um lugar pacífico, com as magias dos magos e as benção dos clérigos provendo todo o auxilio necessário, mas os reinos possuíam poucas, se não, nenhuma ameaça sobrenatural. Elfos, anões, humanos e halflings viviam separadamente, cada um em seu próprio reino, em relativa paz e segurança. Ninguém sabe de onde os dragões vieram, mas eles mudaram tudo. Cidades e vilas sem defesas, foram arrasadas, suas populações massacradas e devoradas. Os dragões atacaram comunidades, elfícas, anãs, halflings e humanas sem parecer notar a diferença entre as raças. Nada - nem mesmo as mais poderosas espadas, as flechadas mais precisas ou as prodigiosas magias - podia pará-los. Mesmo durante o sono, as escamas de um dragão não ofereciam pontos fracos para armas mortais ou assaltos mágicos.
Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF