domingo, 6 de outubro de 2019

DOWNLOAD: FICHA STREET FIGHTER



Se você tem acompanhado as publicações mais recentes aqui do blog, você deve ter visto que estamos jogando Street Fighter pelo Roll20. Então eu acabei fazendo essa ficha personalizada e estou disponibilizando aqui para vocês.

Se você quiser baixar uma versão em resolução maior você pode clicar aqui nesse linkhttps://drive.google.com/open?id=1ni4LHrlYPsVPuo4iKRp-ozw3PaEPRqtq

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

REPORTE DE SESSÃO: STREET FIGHTER - FUI ELIMINADO!


  • Khallan, o lutador de Muay Thay, personagem do Th Silva, do blog Novva Tokyo
  • Rebecca, proprietária de um dojo e ex-membro da Shadaloo, personagem do Kaine Oliveira do blog Acerto Crítico Alpha.
  • El Coyote, um luchador mexicano, meu personagem. Confira a ficha dele AQUI
  • Neon Gallard, jornalista e lutador profissional, personagem do Léo “Kondo” Aguiar.



Continuando de onde paramos na ultima sessão, com a vitória do Khallan Pakpao,personagem do jogador TH Silva do blog Novva Tokyo, foi a vez da personagem Rebeca, do Kaine do blog Acerto Crítico Alpha lutar e sua adversária seria ninguém menos que a Mai Shiranui. Sim essa Mai mesmo que você está pensando!


Com um resultado 6 na iniciativa a Rebeca começou atacando com Ataques Multiplos desferindo três bons ataques mas que não ultrapassaram a FD da adversária. Entre um golpe e outro haviam os diálogos do jogador e do mestre interpretando seus personagens, o que ajudou na imersão. Nessa momento eu percebi uma das vantagens de jogar usando o chat: era possível que os personagens que não estavam lutando interagissem entre si, sem dispersar muito o foco ou atrapalhar o mestre. Esses foram momentos em que o personagem Neon, do jogador Léo Aguiar pudesse interagir com o Khallan, enquanto ambos torciam pela Rebeca.

"- Não posso subestimar essa garota. O ataque dela foi bom. É melhor tentar acabar logo com isso!"
*assim que Mai se pousa no chão, após seu golpe, utilizo de minha habilidade e reinicio uma sequência rápida de golpes, entre socos e chutes

A Rebeca por fim levou o primeiro round, mas no segundo round a sorte parecia que havia abadonado um pouco o jogador, que tentou repetir a sua sequência de golpes mas que acabaram se mostrando ineficazes diante da Força de Defesa da adversária e o contra-golpe foi devastador pois começou pegando fogo literalmente falando. A adversária da Rebeca assim que pode usou uma técnica flamejante que funcionou como uma Paralisia ( Rebeca falhou no teste de R) deixando a personagem Indefesa contra o golpe que veio a seguir. A vitória foi da Mai Shiranui.
Tudo seria decidod no terceiro round, deixando todo mundo na ponta da cadeira. A luta estava equilibrada, qualquer rolagem crítica poderia favorecer tanto o mestre com o o jogador. E foi mais ou menos isso que aconteceu no terceiro round, onde a Mai repetiu a técnica de paralisar a adversária ( que falhou novamente no teste de Resistência) e finaliza-la com a técnica Ataque Violento, rolando um crítico no calculo da FA, eliminando a Rebeca do torneio e ele teve que ser socorrida pelos paramédicos deixando o pretenso galanteador Khallan preocupado com sua crush.

Aqui cabe um adendo: enquanto a luta se desenrolava o personagem Neon teve uma interação interessante com um personagem que veio lhe pedir uma foto, como ele enganou com o personagem achando que ele queria alguma de suas fotos para doar para a caridade, o personagem chamado Matty e que pode ser um de seus adversários no futuro, ficou extremamente irritado e disse que iria "esmagá-lo". Um pouco depois disso, Neon saiu de fininho e entrou em contato com o seu Patrono para levantar informações sobre a Rebeca e descobriu que ela pertenceu a Shadaloo no passado. Agora o que ele vai fazer com essa informação só saberemos nas próximas sessões.

E por fim foi a minha vez de lutar e o meu adversário seria o Terry Bogard. Confesso que talvez eu tenha subestimado o meu adversário e superestimado a minha estratégia de me afastar do combate, pegar distância para ganhar um bônus na Força de Ataque usando os poderes do kit Luchador, e embora eu tenha conseguido um bom resultado na minha primeira rolagem ( devo ter tirado 7 PVs do adversário no primeiro golpe), nos turnos seguintes ele usava uma combinação saída do video-game, Power Wave e roundhousekick, que minaram pouco a pouco os meus Pontos de vida enquanto eu insistia em tentar usar o Uppercut para coloca-lo no chão onde eu achei que seria melhor para finalizar o round. Devido a insistência e ineficácia do meu golpe em ultrapassar a Força de Defensa do meu adversário eu fui derrotado no primeiro round do combate. Se perdesse no segundo estaria acabado para mim. Então foi a hora de apelar: usando o salto do carcará eu poderia saltar o equivalente a minha Habilidadex5 metros, o que eu usei para saltar e cair sobre o meu adversário acrescentando +3D na FA. Infelizmente, para cada 5 metros de distância que eu salto adversário ganha um bônus de +1 para esquivar e reduzir o dano pela metade, tarefa na qual ele obteve sucesso devido a sua Habilidade alta e os bônus que faziam com que ele apenas falhasse com um resultado 6 no dado, o que tornou essa minha segunda estratégia pouco eficaz, enquanto os golpes dele foram desferidos em sucessão e meus Pontos de Vida foram sendo gradativamente reduzidos, o que me levou inevitavelmente a derrota no primeiro round. 

No inicio do segundo round eu decidi abandonar a estratégia do Uppercut e me fogar no uso da Carga do Mergulho do Carcará  mesmo assim meus golpes não estavam funcionando, quando por fim eu fiquei com apenas 1 Ponto de Vida e consegui um golpe em que o adversário falhou no seu teste de Habilidade e o ataque pegou em cheio, empatando. Mais uma partida que seria decidida no terceiro round! Parecia que o mestre tinha combinado isso para deixar tudo mais emocionante!

Admito que comecei o terceiro round esperançoso e acreditando com todas as forças que a sorte estava do meu lado, mas isso não foi concretizado quando além de perder a iniciativa no round decisivo, meu advérsario rolou um Ataque Crítico devastador, que me reduziu a apenas 1 PV, me deixando sem muita escolha além de arriscar um ultimo salto e torcer para uma rolagem alta e pelo falha no teste de Habilidade do meu adversário, mas não foi nada disso que ocorreu e no turno seguinte meu personagem foi nocauteado e eu fui eliminado do torneio.

Apesar da derrota essa sessão se mostrou uma  das mais emocionantes e com as narrativas dos personagens e o roleplay se aprofundando, nós os jogadores estamos ficando cada vez mais entrosados, porque apesar de participamos juntos da TOKYO DEFENDER,nunca tínhamos jogado RPG juntos e estamos aprendendo com o estilo de jogo de cada um. A expectativa também aumentou muito para a sessão, a qual espero poder compartilhar com vocês aqui o quanto antes.

Por hora é só galera, vamos em busca do mais forte!

domingo, 29 de setembro de 2019

REVISTA DIGITAL TOKYO DEFENDER Nº10



Saiu a décima edição da sua revista digital TOKYO DEFENDER! Mesmo o atraso de quase um mês não diminui a felicidade e o orgulho de ser o editor dessa revista que cresce a cada edição. Nessa edição são praticamente 100 páginas de conteúdo para você querido leitor! É muito gratificante estara frente de uma equipe com a equipe da TOKYO DEFENDER e como disse o nosso saudoso Ayrton Senna:


 " Eu sou parte de uma equipe, então quando eu venço, não sou apenas eu quem vence. De certa forma eu termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas".


E o que temos nessa edição?


GUNDAM WING: as principais Mobile Suits, prontinhas para você usar em Brigada Ligeira Estelar.

TOKYO RETRÔ: trazemos de volta os vilões do Império Gôzma, os inimigos da série oitentista Changeman. Perfeitos para uma campanha de Tokusatsu.

A Joia da Alma para 3D&T: os protagonistas do romance de Karen Soarele adaptados para 3D&T e Tormenta Alpha.

Entrevista Tiago "Oriebir" Ribeiro: O mestre do Orie-jutsu Não sabe quem é ele? Pegue o seu exemplar do Manual da Magia, o nome dele está na capa...

CIDADE DO IMPOSSÍVEL: como seria jogar com personagens em escala acima de Kami? Quer saber? Dê uma olhada nessa matéria.

E quer saber o que mais? Bem, acho que já me prolonguei demais, talvez seja hora de você baixar a sua edição e compartilhar com os coleguinhas. Não sabe onde baixar? 

Você pode começar clicando AQUI e quem sabe depois AQUI.









D&T

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

REVISTA TOKYO DEFENDER Nº09

Se você está aí se perguntando o motivo de ainda não ter saído a décima edição da revista Tokyo Defender, não se preocupe e saiba que ela vai sair muito em breve e enquanto isso, porque você não se diverte relendo a edição anterior? O quê você ainda não tinha visto ela aqui no blog não é? Tudo bem... na verdade ela não tinha sido publicada por aqui devido as mudanças do ISSU que ficou mais restritivo, todavia já encontramos uma alternativa viável.

Na nossa nona edição temos uma adaptação completíssima de Rurouni Kenshin, uma entrevista exclusiva com Marlon Teske "Armageddon, uma aventura inédita envolvendo o temível Satan Goss e muito mais .. Continuem defendendo Tokyo!





E não se esqueça de curtir a nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/revistatokyodefender

Para baixar as edições anteriores clique AQUI.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

El Coyote




A infância pobre, falta de perspectiva e escolha erradas desviaram o jovem Miguel Hernandez  de seu sonho de ser um luchador famoso e o transformaram em um criminoso coiote, atravessando imigrantes ilegais na fronteira do Estados Unidos. 
O estilo de vida árduo e perigoso fez dele cada dia mais um sujeito rude e embrutecido, valendo-lhe o apelido de El Coyote. Enriquecendo às custas dos sonhos de prosperidade do seus conterrâneos e insensível às dificuldades pelas quais seus “clientes” passavam, ele foi distanciando cada vez mais da pessoa que ele foi na juventude. 


El Coyote ( Miguel Hernandez) 12N



F3, H2, R3, A2, PdF0; 15 PVs e 15 PMs.


Kit:   Luchador (carga e mergulho da carcará).


Vantagens: Aceleração, Técnica de Luta ( Uppercut e voadora).


Desvantagens: Código de Honra da Redenção, Má Fama, Segredo (rejeição).

Perícia: Sobrevivência.
Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF