Mostrando postagens com marcador SHAZAM. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SHAZAM. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

CORTEJOS DO PANTEÃO ARTONIANO


Na mitologia greco-romana, os deuses do Olimpo eram muitas vezes acompanhados por um grupo de entidades que serviam à divindade. Estes grupos eram formados por deuses menores, seres feéricos, heróis lendários, criaturas míticas e outros seres inumanos. O nome deste grupamento de servidores de um dos deuses olímpicos era Cortejo, séquito ou comitiva.
No mundo de Arton, os grandes deuses do Panteão possuem seus Cortejos, compostos por criaturas existentes na própria Arton, em seus Mundos divinos, e em outras localidades. Porém, os Cortejos se agrupam e reagrupam de acordo com objetivos específicos declarados pela divindade maior. Por essa razão, os deuses podem possuir mais de um Cortejo ao mesmo tempo, e o utiliza em locais e situações diferentes. Uma dessas situações é a da criação dos Agentes do Cortejo.

AGENTES DO CORTEJO


De forma semelhante aos Escolhidos dos Deuses, os Agentes do Cortejo são criaturas mortais que são abençoadas por um Cortejo específico. Cada uma das entidades que formam o Cortejo cede ao Agente uma capacidade especial. Em regras, a soma das capacidades especiais cedidas ao Agente do Cortejo é sempre igual a 4 pontos de Personagem.
No entanto, todas as capacidades cedidas pelas entidades só se ativam quando o Agente invoca o poder do Cortejo, através de um acrônimo formado pelas letras iniciais dos membros do Cortejo. Com isso, um evento sobrenatural baseado em algum elemento atinge o Agente e lhe permite acessar as capacidades especiais em uma Forma Alternativa.

SHAZAM?


Sim, o Agente do Cortejo foi inspirado em SHAZAM, o mortal que recebeu os poderes de Salomão, Hércules, Atlas, Zeus, Aquiles e Mercúrio. Porém, entre seus inimigos existe Adão Negro, que também grita SHAZAM para invocar os poderes de deuses egípcios (Shu, Heru, Amon, Zehuti, Aten e Mehen). Entre seus inimigos, vale mencionar IBAC (que adquire poderes ligados a Ivan o Terrível, [Cesare] Bórgia, Átila o Huno, e Calígula) e também SABBAC (cujas iniciais são ligadas a Satã, Aym, Belial, Belzebu, Asmodeus e Craeteis).
Para Arton, o importante é que o Cortejo seja composto por entidades que seguem um deus maior do Panteão, e uma das iniciais será a de um dos próprios grandes deuses.

SHAZAM, AGENTE DO CORTEJO DE HULLAIMM



O Anão chamado Thuruk Oggam, morador do Bairro dos Anões em Valkaria, tinha uma vida pacata como treinador de diversas atividades militares no Campo de Keenn. No mesmo local, Thuruk ainda obtinha a paz espiritual visitando semanalmente um pequeno altar que lá existia em homenagem a Zakharov, a divindade da força na fé dos Anões. Tal altar se assemelhava a um presépio, com miniaturas de outros Anões devotos de Zakharov adorando a divindade. Sua pureza e bondade eram reconhecidas, assim como sua rigidez nos treinamentos e seu senso de justiça em todas as atividades militares.
No entanto, Thuruk foi surpreendido com uma cena assustadora após um dia de trabalho, em um dos becos por onde passava quando atravessava o Aqueduto Arcos do Poente em direção a seu lar. Uma jovem Goblin era violentamente atacada por uma gangue de seis covardes liderados por um Minotauro, aparentemente um Cultista do Mal por seus trajes e a aparente intenção de sacrificar a jovem com seu punhal.
Thuruk sequer hesitou. Visualizou Zakharov lhe abençoando com a força necessária para enfrentar tais inimigos. Porém, seus olhos piscaram e ele se viu em outra localidade. Como se estivesse no presépio do altar a Zakharov, Thuruk se viu em meio às miniaturas, frente a frente com Zakharov, desta vez proporcionalmente gigantesco. A estátua então move sua face para Thuruk. “Thuruk, sua fé e seu espírito são inabaláveis. O grande Hullaimm possui uma missão para você, basta convocar nosso Cortejo! Concentre-se e encontre a palavra-chave que invocará nossa benção!”. A mente de Thuruk foi então bombardeada por imagens de seis entidades, uma atrás da outra, repetindo-se em diferentes cenas, mas sempre na mesma ordem. Salmoni, Hullaimm, Altair, Zakharov, Anilatir, Mezbah. A cada entidade, sua letra no alfabeto dos Anões saltava à memória. S, H, A, Z, A, M.
“SHAZAM”, disse Thuruk.
Um forte clarão que aqueceu seu corpo emitia um alto zumbido, que rapidamente cessou e o colocou exatamente onde ele estava antes de visualizar Zakharov. Em frente aos marginais que violentavam a jovem Goblin. E todos eles, agora, não faziam nada mais que olhar atônitos para Thuruk. Que não era mais, Thuruk. Era um vigoroso guerreiro Anão, com uma armadura invejável, e um grande martelo como o de Hullaimm. Ele entendeu que sua missão era proteger a jovem e usar seus poderes para isso. Em poucos movimentos, os membros da gangue eram vencidos, sem nenhuma dificuldade. Ao final, estavam todos no chão, mortos ou inconscientes. Nem sinal do Minotauro. Mas a Goblin estava a salvo.
“Quem é você? Você é um escolhido dos deuses, um abençoado, um semideus, um deus?”, indagava a jovem. “Eu... sou... sou apenas SHAZAM.”. E novamente o clarão ocorre, retornando Thuruk a seu corpo original, sem suas habilidades extraordinárias. E sem a jovem ver a transformação, o clarão a fez desmaiar após o choque vindo de tudo o que ocorrera em poucos minutos. Thuruk tinha sua identidade protegida, felizmente. Porém, esta moradora da Favela dos Goblins precisaria ser monitorada, o Minotauro ainda está à solta e pode querer lhe fazer mal.

THURUK OGGAM, 13N


F2, H1, R3, A1, PdF;, 21 PVs e 15 PMs.

VANTAGEM ÚNICA: Anão (1 ponto)

VANTAGENS: Agente do Cortejo (SHAZAM) (4 pontos), Vigoroso (1 ponto)

PERÍCIAS: Esportes (2 pontos)

DESVANTAGENS: Código de Honra dos Heróis (-1 ponto), Protegido Indefeso (-1 ponto)

FORMA DE SHAZAM:
Coordenação de Salmoni: Especialização ‘Montaria’
Técnica de Hullaimm: Ataque Especial (Força)
Agilidade de Altair: Movimento Especial ‘Escalar’
Força de Zakharov: Força Oculta (Força)
Sagacidade de Anilatir: Poder ‘Insight Dinâmico’
Visão de Mezbah: Sentido Especial ‘Ver o Invisível’

Após a saída daquele Anão de poderes incríveis, levando a jovem Goblin desmaiada em seus braços, o Minotauro Piriflegeton recolhe seus seis seguidores. Ali mesmo, invoca a proteção de seu deus Cilhatta para encontrar e destruir aquele Anão de grande poder. O sacrifício coletivo tem início e cada seguidor tem seu coração arrancado pelo punhal de Piriflegeton, enquanto ele entoa seus cânticos sinistros. Ao final, o Minotauro ouve o sibilar de seu deus, ecoando em sua mente, inspirando-o a invocar o Cortejo criado especialmente para que ele cumpra sua tenebrosa missão.
“Sschak.”

PIRIFLEGETON, 17N


F 3, H 2, R 3, A 1, PdF 0, 15 PVs, 15 PMs.

VANTAGEM ÚNICA: Minotauro (0 pontos).

KITs: Clérigo de Sszzaas (todos os poderes; 3 pontos), Cultista do Mal (todos os poderes; 3 pontos).

VANTAGENS: Agente do Cortejo (SSCHAK) (4 pontos), Clericato (1 ponto).
PERÍCIAS: Manipulação (2 pontos).

DESVANTAGENS: Dependência (seguir Sszzaas; -2 pontos), Insano (Homicida; -2 pontos), Má Fama (-1 ponto).

FORMA DE SSCHAK:
Corrupção de Sartan: Genialidade (Manipulação)
Horror do Senhor das Profundezas: Poder ‘Presença Aterradora’
Peçonha de Cilhatta: Paralisia
Olhar da Hidra-Mãe: Sentido Especial ‘Sentido Sísmico
Sutileza de Anyangah: Especialização ‘Furtividade’
Ameaça de K’athanoa: Movimento Especial ‘Constância’

Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF