Mostrando postagens com marcador 3D&t. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 3D&t. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Sobre Mestres & Monstros

Quando os jogadores estão cansados de sempre enfrentarem os mesmos goblins/kobolds/gnolls, é trabalho do mestre reavivar o espirito, criando monstros diferenciados. Mas isso tem muito menos a ver com alterar as características ( Força, Habilidade, Resistência e etc) dos monstros, já que uma vez que você aumente um ponto aqui e outro ali, o jogador pode nem mesmo notar a diferença.
A diferença maior e a emoção em combater um monstro novo vem mais da descrição que o mestre faz dos NPC's, do modo como eles agem, suas estratégias  durante o combate.

Lembrem-se que todo monstro é um NPC, um personagem não jogador, não um abreviação de "NÃO PODE CORRER" e muito menos " NINGUÉM PODE COMIGO", os jogadores podem falar com eles, negociar, intimidar-los e toda essa interação entre os personagens jogadores e não-jogadores, faz toda a diferença, é o verdeiro ROLE que vem antes do PLAY GAME. Eles sempre devem ter um objetivo que vá alem de servir para os jogadores afiarem suas espadas e ganharem XP após derrotá-los.Talvez o único caso em que isso pode ser ignorado é se o NPC/monstro está sendo usado em uma batalha de arena, e ainda assim nesse caso isso abre um leque de possibilidades e questionamentos ( como ele chegou ali? Quem prendeu ele? ele quer ser livre ou gosta de lutar na arena?).

Esse texto foi originalmente publicado na página da Iniciativa 3d&T Alpha.
#3deT #dicademestre #Iniciativa3det

terça-feira, 1 de maio de 2018

Anjo da Morte - Novo Monstro para 3D&T

 
 Entre os seres dos reino dos Deuses, os anjos são selecionados por suas habilidades e poder, então designados para certas funções. Alguns são treinados em formas e meios de eliminar seres mortais, acelerando o encontro deles com seus destinos no pós-vida. Alguns são responsáveis por eliminar animais, outros matam seres humanóides e alguns eliminam aberrações e aqueles que merecem a morte por ter blasfemado ou ofendido alguma fé, podem esperar avistar ao longe as asas negras de um Anjo da Morte.
   Na maior parte do tempo, o trabalho desses anjos é levar ao paraíso a almas daqueles servos extremamente devotos de seus deuses ou punir aqueles que transgrediram as regras sagradas de alguma divindade, mas no passado, a maior parte dos Anjo da Morte, foi usada generais das hostes celestes ou mesmo assassinos, eliminando líderes inimigos ou mesmo exércitos em nome do seu deus.
   O aparecimento de um anjo da morte pode muitas vezes, ser o prenuncio de algum expurgo ou evento cataclísmico.


Anjo da Morte, 24N


F4 (corte ou perfuração), H4, R3, A2, PdF0; 25 PVs, 15 PMs; Kit Guerreiro(crítico automático) e Agente Secreto (ataque furtivo); Anjo, Magia Elemental, Magia Irresistível II, Pontos de Vida Extras; Código de Honra (da derrota) e Devoção (eliminar o alvo para o qual ele está designado); Investigação e Manipulação.

Magias: 10 PEs em magias ligadas a disfarce ou que explorem os pontos fracos da
vítima, como Ilusão, Invisibilidade e Ferrões Venenosos.

Tácticas

Todo o anjo busca se aproximar o máximo possível de seu alvo e usar manobras como ataque concentrado, crítico automático e seu ataque furtivo, buscando eliminar seu alvo o mais rápido possível. Muitas vezes ele adota disfarces e usa de magia e manipulação para separar o alvo de seus companheiros buscando enfrentá-lo sozinho.

Tesouro

Penas Negras como a Morte (5 PES): as penas da asa de um anjo da morte podem servir para emplumar seta e virotes que podem ser disparados por arcos e bestas comuns, sendo necessário um teste das perícias adequadas como Sobrevivência e Esporte. As flechas ignoram a Armadura do alvo caso ele falhe em um teste de Resistência. Cada anjo fornece penas suficientes para 10 flechas.
✩ Ceifadora de almas (20 PES):  a arma utilizada pelo anjo em seu trabalho divino. Toda vez que reduzir um adversário a 0 PVs, você garante que a vítima role um 6 no seu Teste de Morte enviando sua alma automática para o reino de um dos Deuses ( isso fica a encargo do mestre). Quando usada contra seres que não tem alma ( construtos e mortos-vivos) esse poder não funciona.



terça-feira, 10 de abril de 2018

Chegou a hora de Defender Tokyo

A Revista Tokyo Defender surge no cenário do RPG nacional como a mais nova revista digital voltada para o sistema brasileiro de RPG mais querido entre os jogadores e fãs de animes, o 3D&T, atualmente na sua versão Alpha. A revista Tokyo Defender, surge através da dedicação e esforço de Alex Marshall e Alberto Chechter e distribuída inteiramente de graça. Com intuito de levar adiante a revista e divulgar o trabalho dos mesmos, estou aqui disponibilizando as 3 edições já publicadas. Aqueles que ainda não baixaram as edições podem dar uma conferida na página do Facebook. Não deixem de curtir e divulgar.










terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Adaptação de Pokemon para 3D&T

Esses dias mesmo foi dia do RPG ( dia 24 de fevereiro) e hoje é o Pokemon Day, então por que não juntar essas duas coisa baixar essa  adaptação com mais de 300 Pokemon ( até a terceira geração) adaptada para 3D&T. Essa adaptação foi originalmente publicada em 2013 mas o material dela ainda pode ser usada sem muita dificuldade por mestres e jogadores de plantão. Então é hora de pegar suas pokebolas, pokeagenda e partir na sua jornada para ser um mestre, seja de RPG ou Pokémon!

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Kits para Personagens do Lado Negro


 "O medo é o caminho para o Lado Sombrio. O medo traz a raiva. A raiva traz o ódio. O ódio traz o sofrimento". - Mestre Yoda.

A Força mantém a galáxia coesa. Ela tem um lado iluminado, cheio de promessas de esperança e vida. Mas ela também tem um Lado Sombrio.
Para que os heróis brilhem em suas sessões de RPG, é preciso que existam vilões a altura. Em Star Wars, isso não é exceção! Então inspirado pelo recente filme, e aproveitando alguns kits de personagens do Lado Negro, adaptados do Dark Side Sourcebook ( que usava o sistema D20). O texto foi traduzido e os poderes dos kits foram escolhidos com bases nos talentos mais semelhantes ao que as classes do livro original ganhavam ao subir de nível. 

Acólito Sith 

Exigências: Manipulação e Sensitivo a Força.
Função: dominante.
O acólito sith é um usuário da força que segue a tradição Sith. Descendentes de um grupo dissidentes de Jedi, a tradição sith dominou os cantos da galáxia por milênios, antes de ser destruída pelas forças da Antiga República e pelos Cavaleiros Jedi. Os sobreviventes foram destruídos por conflitos internos, deixando apenas um Sith: Darth Bane, que institui as regras pelas quais a tradição Sith conseguiu se manter e sobreviver por outros milênios. Embora acólitos venham e vão sob a tutela de um mestre, eles foram muito mais numerosos do que são agora.  Eles vêm de seitas ou são sacerdotes caídos que abandonaram seus antigos costumes, devotos do Lado Sombrio, e em antigos tempos indivíduos do povo chamado Sith no planeta Korriban. Atualmente em sua maioria eles são soldados, mercadores, embaixadores, ladrões e até mesmo figuras políticas, seduzidas pelas promessas de poder sussurradas pelo Lado Sombrio.

No princípio essas pessoas não possuem a ganancia e ambição por poder que marca-os para sempre, mas tão logo eles começam a trilha o caminho do Lado Sombrio, eles aprendem que o Poder é uma ferramenta de libertação, algo irresistível para aqueles que são vítimas ou subordinados a outros.
O acolito Sith difere de outros seguidores do Lado Sombrio, por que sua força não reside na sua capacidade marcial com os Saqueadores e Guerreiros Sith, nem na devoção como os Devotos do lado Sombrio, que tratam a Força como uma religião, muito menos como os Lordes Siths que combinam as características de ambos (devoção e habilidade marcial). Seu verdadeiro poder reside em sua astucia e subterfúgios, ganhando poder através de traição, assassinatos ao invés de conquistas e dominação. Para os que sabem desempenhar esse papel, o papel de acolito é apenas a porta de entrada para os conhecimentos da tradição Sith. Para aqueles que não se saem tão bem, o Lado Sombrio é um abismo de loucura que tragas os incapazes. O caminho do acolito Sith nunca é trilhado levianamente.

Foco em Manipulação: a dificuldade de todos os testes de Manipulação do acólito Sith diminui em um passo (de uma tarefa Difícil para uma tarefa Média, por exemplo). Todos os alvos da manipulação do acólito Sith — vítimas da perícia ou dos poderes — sofrem uma penalidade de R–1 para resistir.

Holocron Sith: você tem acesso a um Holocron Sith que que permite você aprenda qualquer poder do Lado Negro ao custo de 1 PE. Você ainda precisa atender a quaisquer exigências dos poderes escolhidos.

Identidade secreta: testes de perícias para ocultar suas atividades (incluindo manter-se escondido durante ataques surpresa) são sempre tarefas fáceis para você. Da mesma forma, testes realizados por outros para descobrir qualquer coisa sobre você são sempre tarefas difíceis.

Língua Ferina: você é um negociante feroz, fazendo uso das palavras para dobrar até a pessoa mais teimosa. Gastando 1 PM, você pode obter um sucesso automático em um teste de Manipulação. Você pode usar este poder um número de vezes por dia igual à sua H.

Tradição da Força: pode comprar qualquer uma das vantagens mágicas (Tradição Jedi ou Tradição Sith) pagando apenas 1 ponto cada. O acolito obedece a todas as regras para aprender e usar magias normalmente.

Bruxa do Lado Sombrio

Exigências: Sobrevivência e Sensitivo a Força, apenas mulheres.
Função: Atacante ou tanque.
Nos esquecidos mundos primitivos da galáxia, onde o forte caça os mais fracos, aqueles com dons da Força são os mais fortes de todos. Distantes dos treinamentos formais das tradições Jedi e Sith, sensitivos a força desses mundos desenvolvem tradições próprias de selvageria e brutalidade, que se calcam dentro do Lado Sombrio da Força. De todas as culturas primitivas influencias pelo Lado Sombrio, as Irmãs da Noite de Dathomir estão entre as mais infames. Orgulhosas em seus costumes bárbaros e cruéis, essas bruxas que usam a o Lado Sombrio para se tornarem mais poderosas. Felizmente para o resto da galáxia, sua tecnologia não é desenvolvida o suficiente para que elas deixem seus mundos natais e espalhem a maldade a outros mundos. 
Toda aquela que deseja se tornar uma bruxa do Lado Sombrio, deve adentrar não só o Lado Sombrio, mas também sobreviver aos costumes e tradições tribais. Em caso de falha ao ritual para se tornar uma Bruxa do Lado Sombrio, as consequências são severas e a candidata pode não sobreviver para tentar novamente.
Em caso de sucesso, o caminho da nova bruxa vai ser pavimentado com brutalidade. Ela é encorajada a dominar e conquistar um espaço para si própria dentro da tribo ou de qualquer outro lugar onde esteja, impondo sua vontade a aqueles mais fracos do que ela e constantemente testando sua força e poder, angariando mais poder e prestigio para ela e suas irmãs. Ela só se será respeitada por elas se for tão forte quanto elas, por isso em Dathomir, desafios para um combate um-a-um são a forma de continuar testando seu valor, assim como sua violência e crueldade. O único meio de sobreviverem onde a lei do mais forte impera.


Intuição: a bruxa pode comprar os poderes Precognição e Poscognição (Mega City, pág. 46) pagando apenas 1 ponto pelos dois, e gasta apenas metade dos PMs para utilizá-los.


Monstro interior: bruxa pode liberar seu lado irracional, transformando-se em uma fera de combate. Gastando um turno, você pode transformar todos os seus PMs em PVs, recebendo um bônus de +2 em sua FA até o fim do confronto, quando seus PVs também cairão a zero, deixando-a inconsciente.

Predadora: você pode designar um oponente como sua presa. Este oponente irá se tornar automaticamente seu Inimigo (Manual 3D&T Alpha, pág. 33) e você receberá os bônus relativos à vantagem contra ele (mas não contra toda a sua raça). O bônus perdura até o fim do combate, ou até que seu adversário seja destruído. Trocar de oponente durante um combate conta como uma ação e custa 2 PMs.


Regeneração Selvagem: acostumado aos ermos e regiões agrárias, uma bruxa encontra na natureza os meios para curar seus ferimentos. Ele pode lançar Recuperação Natural (Manual 3D&T Alpha, pág. 109) e Roubo de Vida (Manual 3D&T Alpha, pág. 110) com efeitos dobrados, mesmo que não atenda a todos os pré-requisitos, ou por apenas metade do custo em PMs caso atenda a eles.

Devoto do Lado Sombrio

Exigências: Sensitivo a Força, Ciências ou Manipulação; Devoção (Acúmulo de Artefatos Sith e poder).
Função: baluarte ou dominante.
Um devoto do lado sombrio é um Sensitivo a Força que cedeu as tentações do lado sombrio muito cedo, seguindo um caminho diferente dos Jedi ou mesmo dos Sith, ele vê a Força como algo místico e sobrenatural, reforçando a imagem de poder e mistério que cerca os caminhos da Força. Um Devoto do lado sombrio tem um sistema de crença na Força, mais parecido com uma religião e não a vê como uma ferramenta, como fazer os Lordes Negros dos Sith­, e suas crenças podem ser tão variadas quanto suas origens: eles podem ser xamãs de um mundo primitivo, pesquisadores ocultistas, sacerdotes de religiões estranhas ou até mesmo um cientista que procura dissecar o que é a Força. Embora o Lado Sombrio seja tentador, não são todos os Sensitivos a Força que cedem a tentação e se tornam Devotos do Lado Sombrio, mas aqueles que o fazem, estão entre os que decidem seguir a carreira de aventureiros e exploradores. Ele é o rumo natural para eles, uma vez que tenha esgotado os recursos místicos e encontrados os artefatos que haviam em seus próprios mundos, forçando os a partir em busca de outras relíquias e conhecimentos que possam leva-los mais fundo no Lado Sombrio da Força.
Eles alguma vezes forjam alianças com outros devotos, quando possuem um objetivo em comum ou apenas para avaliar suas habilidades e conhecimentos, mas no fundo cada Devoto do Lado Sombrio é egoísta e teme que se ele não se mostrar digno dos poderes que ele adquiriu ele pode ser subjugado por outro que tome seu lugar na corrida por poder e sendo assim eles muitas vezes se veem presos em corridas por poder sem fim ou seduzidos por pactos com usuários do Lado Sombrio mais poderosos – o que nesses casos, pode significar um destino pior do que a morte por um erro de julgamento ou uma demonstração de ambição na hora errada.

Amuleto Sith: você pode gastar 5 PMs e um movimento para ativar um amuleto Sith criado por você. Isto fornece um bônus de +2 em uma característica à sua escolha. Você pode comprar esse poder outras vezes simbolizando outros amuletos você adquiriu. O número máximo de amuletos que você pode ter ativo é igual a sua Resistência.

Controle das Midi Chlorians: você pode lançar magias da Escola Magia Branca, pelo dobro do custo normal em PMs, mesmo sem ter a vantagem Tradição Jedi. Caso adquira essa vantagem, você paga metade do custo normal em PMs para lançar essa magia.

Encantar arma: você pode lançar a magia Aumento de Dano em seu equipamento, ou no equipamento de seus companheiros, pelo custo normal em PMs, mesmo sem possuir qualquer vantagem mágica.

Praticante esforçado: você estudou muito para dominar os poderes da Força, e gasta apenas metade dos PMs (arredondados para cima) para lançar magias da Tradição Jedi ou Sith (cada uma requer a compra deste poder em separado).

Um passo além: sua percepção do que ocorre à sua volta é aprimorada. Graças ao seu conhecimento do terreno, você sempre está um passo adiante de seus oponentes, e nunca é considerado surpreso.

Inquisidor Imperial

Exigências: F1 ou PdF1, H2, Investigação, Patrono (O Império) e Sensitivo a Força.
Função: Atacante.
O Inquisidor Imperial é um sensitivo a Força treinado para encontrar outros usuários da Forças e convence-los a se juntar ao Império ou serem destruídos por ele. Munidos de armas e recursos, eles viajam pelo Império, sempre atrás de rumores sobre Jedi se reagrupando após o expurgo- e buscando as pistas de onde eles podem estar. Empregando tácticas de assalto aliadas a violência impiedosa quando necessária, um Inquisidor Imperial tem pouco tempo para sutileza. Ele é o martelo do Imperador para quebrar seus adversários e remodelar a galáxia.
O imperador criou o cargo de inquisidor imperial após o expurgo que destruiu a maioria dos Jedi. Ele se vale das habilidades dos inquisidores para perseguir e destruir os últimos vestígios da Ordem Jedi. Armados com as armas de seus inimigos vencidos, um inquisidor segue qualquer pista que possa levar a alguém que tenha fugido das garras do Imperador. Como os alvos começaram a rarear, os inquisidores se empenharam em outras funções dentro do Império, ou desapareceram. Alguns caíram em batalha, enquanto outros que desapontaram o Imperador pagaram o preço.
Aqueles que sobreviveram aos seus serviços prestados, recebem grandes honrarias, substanciosos pagamentos e novas missões, para leva-los além de suas capacidades. Eles têm a sua disposição: naves, tropas, armas e dinheiro em uma quantia virtualmente infinita (vindo dos cofres imperiais) em conjunto com aparelhos de tortura que nenhum ser vivo gostaria nem mesmo de ver, ao que dirá ser submetido.

Embora jamais diga em voz alta, o maior medo de um inquisidor é um dia ser caçado por seus colegas de profissão, assim como ele fez com tantos outros. Cada um deles sabe que essa é uma possibilidade palpável a partir do momento que decide seguir essa carreira, já que ele deve se mostrar hábil com a Força, mas sem parecer muito poderoso ou até mesmo muito crítico com relação as tarefas que ele deve realizar em nome do Imperador. Do contrário ele pode ser considerado não confiável para a tarefa e executado como traidor.
Um inquisidor em potencial está sob observação o tempo todo e quando chegar a hora, será examinado e testado. A princípio pela Inteligência Imperial, em seguida pelo Grande Inquisidor, e finalmente pelo Imperador em pessoa. Se ele não passar em nenhum dos testes; é executado, e mesmo após passar, o escrutínio não termina com o final dos testes e interrogatórios. O Grande Inquisidor vai acompanhar de perto seus relatórios e eles podem ser testados e interrogados pelo Lorde Vader em pessoa. Alguns pobres infelizes foram convocados a reportar seus relatórios ao Imperador. Nenhum deles nunca mais foi visto.

Ataque subjugante: quando faz um ataque corpo-a-corpo, você pode gastar 5 PMs antes de rolar o ataque. Se fizer isso e o ataque causar dano, o oponente fica indefeso durante um turno. Criaturas com Resistência superior à sua Força são imunes a este poder.

Concentração: você pode gastar um movimento e 5 PMs para concentrar-se em uma mente e derrubar suas defesas mentais (como Armadura Espiritual e Contra-Ataque Mental). Você também pode pagar 5 PMs para não falhar no uso de um poder que necessita de concentração mesmo que você seja interrompido ou atacado. Este uso não exige ação.

Crítico aprimorado (sensitivo a Força): quando você faz um acerto crítico contra um oponente Sensitivo a Força, sua Força ou PdF é triplicada (em vez de duplicada).

Objetivo ferrenho: Quando luta, nada se coloca entre um Inquisidor Imperial e seu adversário. Você é imune à magia Pânico e qualquer outra forma de medo natural ou mágico. Com um teste de Resistência –2, é capaz até mesmo de superar fobias da desvantagem Insano até o fim do combate.

Trabalho sujo: você não gosta do que faz, mas por algum motivo não tem escolha. Sempre que partir à caça de um Jedi ou outro sensitivo a Força que tenha cruzado seu caminho, você automaticamente recebe um bônus de H+2 em combate e testes de perícia contra ele (e apenas contra ele), como se fosse seu Inimigo.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Barata Escravizadora - Monstro do Urbana Arcana

No final do ano de 2017 houveram muitos livros que me chamaram a atenção, mas dentre todos esses, um que me proporcionou a leitura mais divertida provavelmente tenha sido o Urban Arcana, lançado para o saudoso sistema D20. O livro em questão apresenta um mundo onde seres sobrenaturais vivem  em meio a cidadãos incautos, que mal percebem que podem estar cercados de monstros devido a um efeito mágico chamado de "sombra". O cenário é muito interessante e evoca muito de Shadowrun, podem também ser adaptado para Megacity entre outros.


E falando de monstros, um dos monstros que mais me chamou atenção, talvez por ser grotesco é a Roach Thrall, traduzida, adaptada para as regras de 3D&T e publicada aqui por mim com o nome de Barata Escravizadora. Espero que gostem.



quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Novas Regras - Pontos de Entropia e Maldições Arcanas


Nos livros e videogames a magia pode ser algo fantástico. A magia elemental e colorida de muitos cenários é atrativa e pirotécnica, mas a verdade é que a a magia é sombria e cobra seu preço, a curto e a longo prazo, mesmo para os magos e ocultistas mais experientes e cautelosos. Para os descuidados, só é preciso dizer que eles não duram muito.

Para entender os perigos da magia, basta começar tentando entender que toda vez que um mago está lançando um feitiço, ele está reescrevendo certas leis universais, alterando algo chamado de "Consciência Cósmica", fazendo o universo aceitar, mesmo que por alguns segundos que ao falar algumas palavras e fazer alguns gestos, alguém se torna capaz  e disparar um raio de energia mortal pela ponta dos dedos ou voar, ou criar uma ilusão, invocar seres elementais ou etc. Poderes divinos, fenomenais e quase cósmicos, exatamente o tipo de coisa que os seres humanos não foram feitos para fazer, e isso tem um preço.

A realidade não só pode reagir violentamente a ser alterada assim com tanta frequência, como o corpo, a consciência e a alma de um mago vão se desgastando lentamente e os efeitos mágicos tóxicos vão se acumulando no corpo, manifestando efeitos bizarros, chamados pelos estudiosos de "Ruína de Merlin" ou "Perdição de Paracelso". Esse é o destino que aguarda a maioria dos magos. Eles estão condenados e sabem disso, mas a sede pelo poder é maior.

-  Trecho extraído do Diário Arcano Arcanorium VOL 3.  


Em termos de regras o que você vai ver é uma regra opcional que propõem uma mecânica que adiciona um novo toque ao uso de personagens conjuradores na sua mesa de jogo. Basicamente, toda vez que uma magia é lançada, o mestre rola um dado, em caso de um resultado 1, mago ganha um Ponto de Entropia ( ou como você prefira chamar), devendo rolar o dado novamente até obter um resultado igual em 2d, ganhando um ponto de Entropia para cada vez que jogar os dados. Uma vez que acumule pontos de Entropia em um número igual a sua Resistência, o mago ganha uma Maldição de -1, quando esse valor atingir o dobro do valor da Resistência ele ganha uma Maldição -2. Caso mago atinja a quantia de sua Resistência x 3 em Pontos e Entropia, ele recebe uma Maldição Mortal, que como nome diz, indica que é hora de fazer outra ficha de personagem. 

Abaixo estão listadas algumas sugestões de Maldições para cada tipo de magia o conjurador usa, mas o mestre é encorajado a cria efeitos específicos para cada personagem jogador, tornando o único. O mestre também deve ter em mente que esse fator adiciona um fator de risco a mais e pode desencorajar a criação de personagens místicos e conjuradores, funcionando melhor em campanhas que que envolvam investigação do oculto, ou aventuras que envolvam terrores antigos como Cthullu e cia.

Como opção mais viável do uso dessa mecânica, o mestre não precisa necessariamente fazer da Maldição Mortal um destino fatídico e inevitável para personagens conjuradores. O mestre pode colocar que existe uma forma de eliminar os Pontos de Entropia; talvez gastando Pontos de Experiência ou realizando experimentos mágicos para os quais sejam necessários ingredientes raros. Pode ser qualquer coisa que o mestre deseje, ou que combine com a campanha que ele está planejando, desde que não torne algo banal demais, do contrário ele vai perder a oportunidade de ver o jogador que está quase recebendo uma Maldição Mortal evitando usa sua magia e buscando saídas inteligentes para os problemas que surgem no caminho. 


"A magia é como uma espada sem cabo.

Não há jeito seguro de pegá-la.
Mas uma espada sem cabo ainda é uma espada, e uma espada é uma coisa boa quando seus inimigos estão por aí"



Maldição Arcana Leve



Elementalista: o personagem fica incapaz de usar  magias relacionadas com algum dos 4 elementos principais (água, ar, terra ou fogo)  por 2d de horas. A cada vez que entrar em contato com uma magia do mesmo elemento ao qual ele está incapaz de acessar, recebe um Ponto de Entropia. Ao tocar o elemento que ele está impossibilitado de usar, o elemento vai parecer rejeita-lo: a água fica não salobra, o solo infértil, o fogo se apaga e o ar parece viciado.

Magia Branca: A magias que utilizam as energias da Magia Branca, ficam com suas variáveis reduzidas ao mínimo. Uma magia de cura que curaria 1d, cura apenas 1 ponto.

Magia Negra: O personagem perde 1 Ponto de Resistência ( reduzindo seus PVs e PMs); o ponto de Resistência é recuperado depois de 24 horas. Nesse período, em caso de Falha Crítica ao conjurar uma magia ele ganha 2 Pontos de Entropia.

Psiônicos e Telepatas: fortes dores de cabeça e náuseas fazem com que o personagem se torne incapaz de recuperar PVs e PMs de forma completa, recuperando apenas Rx2, mesmo após 8 hora de descanso. Dura 2d de dias.



Maldição Arcana Grave

Elementalista: o personagem começa a ser afetado por queimaduras de mana, que dobram o custo em PMs para lançar suas magias elementais. A cada vez que ele lança uma magia deve rolar um dado; em caso de resultado 1,2,3 um elemental do elemento utilizado aparece e ataca o mago.

Magia Branca:  as magia do mago se tornam incapazes de afetar seres da mesma escala do mago, afetando apenas seres de escalas inferiores. 

Magia Negra: O personagem se torna um tipo de morto-vivo. São imunes a todos os venenos, doenças, magias que afetam a mente — geralmente magias da escola Elemental espírito. Mas também começa a perder 1 Ponto de Resistência para cada  1d de dias.

Psiônicos e Telepatas:  o personagem tem sua psique alterada por uma outra entidade telepática. Pode ser uma versão futura dele mesmo, ou um outro telepata mais poderoso. O tempo da possessão e os objetivos da entidade são definidos pelo mestre. 



Maldição Arcana Mortal

Elementalista: você recebe uma lepra elemental que cobre sua pele reduzindo o a uma arvore, pilha de carvão, poça d'agua etc...

Magia Branca:  você nunca mais será capaz de lançar magias da escola de magia Branca, se tornando uma anátema. Caso possua a Vantagem Clericato, perde os benefícios dessa vantagem.

Magia Negra: Um ceifeiro, shinigami, cão do inferno ou seja lá o que for vem buscar a alma do personagem. Não à retorno do abismo para onde essa alma vai ser levada.

Psiônicos e Telepatas:  Por alguns momentos o personagem toca todas as mentes sencientes do multiverso, ficando irremediavelmente louco em seguida. Em alguns casos o personagem acaba chamando atenção das entidades e deuses antigos que odeiam esse tipo de coisa. Não raras vezes, isso implica em portais com tentáculos surgindo e tragando o personagem para o vazio.

_________________________________________________________________________

Estas regras foram escritas com ajuda do meu amigo Alberto Chechter que escreve no Guilda Ironstar, passa lá e da uma conferida na adaptação de Castlevania que ele fez. 





sexta-feira, 13 de outubro de 2017

SEXTA-FEIRA DO TERROR - PARTE 2

Continuando a publicação de ganchos e monstros com uma temática de terror e horror nesse sexta-feira 13.


A Garota do Vão

 Uma lenda japonesa sobre uma criatura que se parece com uma garota e que vive nos vãos e frestas. Os personagens estão hospedados em uma casa que tem muitos vãos e fendas. Quando um dos jogadores encontrar com ela, ela pergunta se ele quer brincar de esconde-esconde com ela. Em um próximo encontro ela pode se tornar hostil ou mesmo prender o personagem do jogador em uma das fendas. Algumas pessoas cometem o erro de aceitarem jogar com esse espirito e assumem que elas que devem procurá-lo para que ele as deixe em paz. Esse erro pode se mostrar fatal, uma vez que assim que ela encontra sua vitima, ela se sente no direito de fazer o que quiser com ela. Na duvida não aceite a brincadeira e se mude de casa, sem olhar para nenhum vão.

Girl in the Gap,Yokai Teleporter.


F2(corte), H5, R1, A0, PdF0; Demônio, Teleporte, Magia Negra, Voo.



Kuchisake-onna (A Mulher da Boca Rasgada)

 Pessoas andando sozinhas a noite podem encontrar uma mulher usando uma máscara cirúrgica, o que não é algo incomum no Japão para pessoas em tratamento ou gripadas. A mulher vai abordar um dos jogadores e perguntar “Eu sou bonita?”. Se eles disseram que não, ela irá tentar mata-los com um par de tesouras que ela leva com ela. Caso eles digam que sim, ela vai remover a máscara mostrando que sua boca foi cortada de fora a fora. A mulher – Kuchisake-onna – vai perguntar “E agora? Ainda estou bonita?”. Nesse ponto independente da resposta, ela vai atacar a sua vítima: se a resposta for não, ela corta sua vítima ao meio, caso a resposta seja sim, ela irá tentar cortar a boca de sua vítima para ficar como a sua, aberta de orelha a orelha. Dizem que para escapar ileso de um encontro com essa assombração é preciso responder sua segunda pergunta com uma resposta que a deixe confusa, dando tempo para a pessoa correr.

Kuchisake-Onna, Espirito da Vingança.


F3, H3, R4, A2, PdF0; 20 Pvs, 20 Pms.


Kit: Kit Espirito da Vingança (Intuição Vingativa, Olhar Sombrio, Passo Silencioso)


Vantagens: Ataque Especial I ( Perigoso), Paralisia.


Desvantagens: Morto-Vivo.

CASA ASSOMBRADA
Uma casa está sendo assombrada por um espirito. Seus ossos estão soterrados sob os alicerces da casa e um recente terremoto perturbou o seu sono eterno. As pessoas da família começam a desaparecer pelos cômodos das casa. Para dar um toque a mais de horror, descreva que quando o espirito se manifesta, se parece com um tubarão ou outro grande predador nadando sobre a superfície do assoalho, piso e teto.


F4, H1, R6, A1, PdF0: Aceleração, Arena ( A Casa), Armadura Extra (Força e PdF) , Vulnerabilidade (Contusão e Fogo).

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

O Monstro do Pântano.

O Monstro do Pântano

Alec Holland era um cientista da Louisiana que trabalhava em uma fórmula de biorestauração. Durante seus experimentos, uma explosão o deixou embebido em fluidos químicos experimentais. Alec então se jogou no pântano e morreu. Tendo um monstro conhecido como Monstro do Pântano (Swamp Thing no original) emergido, acreditando ser Alec Holland transformado em uma aberração feita de matéria vegetal, desesperado na busca por uma cura. Mais tarde é revelado que o Monstro do Pântano é um avatar da força conhecida como O Verde, e que ele absorveu as memorias de Alec Holland antes da sua morte. Algum tempo verdadeiro Alec voltado da vida tempos depois, mas tendo que lidar com lembranças de uma vida como Monstro do Pântano e o chamado d’O Verde se intensificando a cada dia, enquanto ele tenta levar uma vida normal.

Até ser atacado por um monstro feito de matéria pútrida, mas sendo salvo por uma mulher chamada Abigail Arcane, a qual ele reconhece das lembranças como Monstro do Pântano. Abigail explica para Alec, que da mesma forma que existe O Verde, a força que abarca a natureza e as coisas vivas, existe uma outra força chamada de O Negro; A Podridão. Abigail Arcane procura a ajuda do Monstro do Pântano para enfrentar as forças da Podridão e o exército de criaturas que está sendo reunida por seu meio-irmão, William Arcane, que pretende transformar Abigail na Rainha da Podridão.
Apesar de se tentar se envolver no conflito milenar entre as duas forças, Alec Holland acaba se apaixonando por Abigail e ao beijá-la, abre as portas que barravam o Verde o Negro, vendo Abigail ser levada por forças da Podridão e morrendo ao tentar salvá-la.




Em seus últimos momentos de vida, Alec implora ao Verde e ao Parlamento das Arvores que a salvem, mas eles se recusam, a princípio pôr a considerarem uma ameaça maior e decidem punir Alec prolongando seu sofrimento, tornando sua morte ainda mais dolorosa. Alec mais uma vez tenta explicar que ela foi capaz de negar seu lugar nas forças da Podridão, da mesma forma que ele resistiu ao chamado do Verde. Em um ato de desespero, Alec reúne forças para usar o ultimo frasco da formula bioregenerativa em seu corpo, tornando-se o Monstro do Pântano, mesmo sabendo que ao fazer isso está destruindo seu corpo humano, que é rapidamente consumido pela matéria vegetal, tornando-se para sempre uma monstruosidade.

Alec Holland, O Monstro do Pântano 46S

F10 (corte, esmagamento e perfuração), H3, R6, A7, PdF0; 30 PVs, 30 PMs.

Kits: Cientista Aventureiro (experiência de campo), Titânico (onda de choque e proteção titânica) e Senhor do Elemento (corpo elemental, energia natural, teleporte elemental, uno com o elemento).

Vantagens: Animar Objetos (plantas), Arena (jardins, parques e florestas), Elementalista (água e terra), Energia Vital, Imortal 3, Membros Elásticos, Obstruir Movimento, Patrono (O Verde e o Parlamento das Árvores) e Regeneração.

Desvantagens: Monstruoso, Modelo Especial, Protegido Indefeso (Abigail Arcane), Restrição de Poder (Lugares sem ligações com o Verde).

Perícias: Ciência.

Corpo Elemental: você está permanentemente sob o efeito mais básico da magia Corpo Elemental (Manual 3D&T Alpha, pág. 89) podendo acessar qualquer um dos efeitos superiores dela pagando a diferença em PMs pela metade do custo, arredondado para baixo. Por exemplo, um senhor do elemento (fogo) pode voar por 2 PMs enquanto um ligado ao elemento Terra ganharia um bônus de F+4 por apenas 7 PMs. No caso o Monstro do Pântano está sobre o efeito de Corpo Vegetal (veja abaixo) como efeito básico desse poder.

Corpo Vegetal: por 5 PMs, você pode gastar um turno para se transformar em um ente (uma espécie de homem-árvore) até o final do combate. Nessa forma recebe Armadura Extra contra tudo, exceto dano pôr fogo e magia. Também gera uma aura constante de Enfraquecer Magia (Manual 3D&T Alpha, pág. 93) em seu entorno, além de tornar-se capaz de usar as magias Cura Mágica, Criar Pântano e Monstros do Pântano livremente, sem o custo em PMs.

Energia Natural: você é capaz de absorver energia diretamente do seu elemento principal e não precisa mais comer, beber ou dormir. Você também pode absorver dano mágico do seu elemento, convertendo-os em PMs na mesma proporção dos PVs perdidos.

Experiência de Campo: graças à sua experiência fora da biblioteca, o cientista aventureiro nunca é considerado surpreso.

Onda de Choque: batendo palmas, socando o chão ou de outra maneira causando uma vasta onda de choque, você pode usar os poderes Nausear e Obstruir Movimento. Se já os tiver, você gasta apenas a metade dos PMs necessários para usar seus efeitos.

Proteção Titânica: você não é apenas forte — é igualmente resistente. Gastando 5 PMs, você pode aumentar sua Armadura em um passo na escala de poder (Manual 3D&T Alpha, pág. 127) — se você for da escala Ningen, sua Armadura conta na escala Sugoi, por exemplo. Este efeito dura por apenas uma rodada.

Teleporte Elemental: você se torna capaz de viajar livremente de um ponto a outro por maior que seja a distância através de seu elemento como na magia Teleportação, sem qualquer custo em PMs. Porém, é necessário que o elemento principal do mago exista no lugar em que se quer alcançar. O limite máximo de criaturas ou carga teleportados continua restrito pela sua H×5.




Nota do Autor: Essa é uma adaptação simplista do personagem, que já mostrou ter níveis de poderes comparáveis ao das maiores entidades cósmicas do Universo DC, chegando a sobreviver ao fim do mesmo, literalmente brotando no novo universo e recriando com um simples gesto, entre outras habilidades que ficam virtualmente impossíveis de se recriar em uma mesa de jogo que não esteja usando escalas de poder como Kami. O intuito dessa adaptação também é criar uma versão do Monstro do Pântano que possa ser usada em aventuras que se passem tanto em Mega City como em Tormenta, sem nenhuma dificuldade já que o Verde pode invocar seu campeão tanto para enfrentar as ameaças de uma cidade poluída como a chuva rubra que traz corrupção e demônios.

Para verificar os demais feitos do Monstro do Pântano você pode querer acessar esse site:

• WIKI FANDOM - Monstro do Pântano


• Legião dos Heróis - 10 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O MONSTRO DO PÂNTANO


quinta-feira, 15 de junho de 2017

Monstros da Mitologia Grega - New Argonauts

Os monstros apresentados abaixo aparecem no livro The New Argonauts, publicado pela Paizo. O livro se mostra perfeito para aqueles mestre que querem rolar uma campanha low magic, mas com um toque muito interessante, característico dos contos mitológicos. Agora trago a vocês os mesmos monstros enfrentados pelos heróis, adaptados para 3D&T.



Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF